Buscar
  • ccpartsul

A hora da retomada de Guilherme

De vice-artilheiro do Carioca em 2019 para sala de cirurgia. Atacante do sub-20 quer retomar o rumo



Guilherme das Neves Lopes, tem 17 anos. Está à beira de completar a maioridade no próximo dia 15 deste mês. Ele tem um sonho. O de retomar a carreira promissora que tinha aos 15 anos, quando foi vice-artilheiro do Carioca pelo sub-15 do Madureira, em 2019. Este foi o ponto de partida para que ele, Guilherme, acreditasse que iria longe. Depois de brilhar na competição fluminense, ele foi contratado pelo Londrina-PR, mas no início de 2021, sofreu grave lesão no joelho e a certeza de uma carreira promissora foi por água abaixo.


- Passa um filme na cabeça. Em 2019, fui vice-artilheiro do Carioca na minha categoria. Depois fui contratado por um clube de fora do Estado (Londrina-PR). Tudo novo e meses depois sofri essa lesão. Depois veio a pandemia. Me gerou incertezas, inseguranças e até dúvidas se daria para continuar minha carreira. Graças a minha família e ao Artsul, que me acolheram e cuidaram de mim, estou aqui hoje. Retomando minha trajetória. Correndo. Fazendo o que mais gosto que é jogar futebol. - disse o atacante emocionado.


O jovem também é cria de Austin, bairro da cidade de Nova Iguaçu, Baixada Fluminense do Rio de Janeiro, onde fica localizado o clube. O Tricolor da Dutra abriu as portas para ele se recuperar. Hoje, 100% pronto, ele vem buscando no time sub-20, comandado pelo técnico Welmo Moura, oportunidade em retomar sua trajetória.


- Gracas a Deus e ao Artsul correu tudo certo. Hoje estou recuperado e espero conseguir retribuir tudo que o clube fez comigo. Neste momento meu foco é fazer boa campanha no Artsul, gosto de focar no presente, futuro vai ter consequência do trabalho de agora. Meu sonho é retomar minha carreira. Quero dar uma melhoria de vida para o meu pai e minha mãe. Eu vou vencer! Esse clube vai vencer. As pessoas aqui trabalham demais. A estrutura que tem aqui é de outro mundo. Nós vamos vencer! - afirmou.


O atacante é filho de Adriana e Aylton. Sabe das dificuldades da vida, mas reconhece que seus pais nunca deixaram faltar nada. Deram força moral e psicológica para que o filho continuasse com a carreira.


- Minha família sempre me apoiou. Como foi difícil. Estou aqui por eles. Hoje me cuido muito mais do que antes. Procuro manter a minha cabeça no lugar. Entro aqui no clube, depois que visto o uniforme de treino, fico eternamente focado. Quando saio pra casa, continuo o meu treino fora de campo. Procuro dormir cedo, cuidar da alimentação, não posso deixar perder isso - explicou.


Guilherme tem sonhos. Quer vingar jogador primeiro, depois se espelhar em craques mundiais como Ronaldinho Gáucho, Neymar, Ibrahimovic, Cavani, mas um, em especial, ele se espelha: Ronaldo Fenômeno. É nesse que ele foca. Por ter história parecida de lesões. Visa a recuperação assim como foi do Fenômeno nas lesões da carreira. A referência é boa. Está no caminho certo, acredita ele. Mas além destes sonhos, ele tem uma meta que se mistura com o sentimento de todos no Artsul Futebol Clube:


- A minha meta para agora é a de todos aqui. O Artsul tem pessoas que sonham como eu. Não poderia ser diferente. Todos aqui trabalham muito em busca desse acesso tão sonhado a elite do Carioca. Não vou descansar enquanto não conseguir isso para esse clube. Tudo que tiver ao meu alcance, se eu tiver oportunidade, farei para ajudar chegar nesse sonho. Merecemos demais. - finalizou.


Estamos juntos, Guilherme. O sonho está vivo. Vamos nessa com muito trabalho, foco e determinação. Boa sorte para você, garoto! Boa sorte para todos nós!


Fotos: William Davoli / Divulgação




608 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo